}

25 abril 2014

Bateria cheia em 30 segundos?

Numa época em que os smartphones e tablets possuem hardwares cada vez mais potentes e capazes de executar centenas de tarefas e funções, a bateria e sua autonomia é algo que tem causado preocupação entre os usuários. Enquanto vemos pequenos passos começarem a ser dados por fornecedores de chips e fabricantes de dispositivos móveis para solucionar o problema, surge uma interessante saída alternativa para não ficarmos presos às nossas tomadas.

Trata-se de um protótipo de carregador capaz de recompor 100% (ou quase isso) da bateria de um smartphone praticamente sem carga em apenas 30 segundos! Isso mesmo. Os responsáveis pela criação fazem parte de uma startup israelense chamada StoreDot.

O carregador, que a princípio possuirá um tamanho demasiado grande, semelhante ao de um NoteBook, foi mostrado em um filme carregando um Samsung Galaxy S3 nesse curtíssimo espaço de tempo (o suporte para outros modelos de smartphones também está sendo elaborado).


De acordo com informações do site Phandroid, fonte desta matéria, a bateria do aparelho em si apresenta semicondutores biológicos feitos a partir de “ocorrência natural de compostos orgânicos” (péptidos) e de cadeias curtas de aminoácidos. Apesar do modelo inicial ser muito grande, StoreDot afirma que as baterias de smartphones contemporâneos terão dimensão próxima a do seu produto, quanto tal carregador for lançado.

A boa notícia é que a previsão de lançamento do agora protótipo de carregador não está tão distante. A startup prevê que o aparelho será lançado daqui a dois anos, em 2016, e terá custo de aproximadamente o dobro da média de preço dos carregadores normais. A StoreDot ainda confirmou que já tem um projeto para torná-lo menor, facilitando seu uso e deixando-o mais portátil.

Certamente esta não é a solução definitiva para a questão das baterias dos smartphones, pois autonomia é uma coisa e tempo de carregamento é outra. Mas ajuda bastante. Basta imaginar um brinquedinho deste nas suas mãos hoje em dia.


Fonte: http://www.blogdoandroid.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário